sexta-feira, 22 de junho de 2012

Western


Um conto meu de faroeste pode ser lido aqui, no meu blog de poesia: A Ferrovia

Este desenho é mais um daqueles que começam como só um rascunho descompromissado, mas que acabam ficando interessantes e me arrependo de não ter feito sério desde o o começo. Desta vez usei um papel velho e amarelado (bom, foi o papel que me deu a idéia do que desenhar)... então é possível que este desenho não dure tanto; já está quase se desintegrando e virando pó, haha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário